segunda-feira, 9 de novembro de 2015

XVII BR: "Missão Dada, Parceiro, É Missão Cumprida!"


Chegamos e só não arrasamos mais porque atrapalhei! *rs*

A Laura Porto recentemente publicou um post no Facebook sobre energias... Eu acredito muito nisso também, ainda mais nesse mundo predominado pela vaidade - "my favorite sin!" (Al Pacino/John Milton, em "O Advogado do Diabo"), onde na maior parte das vezes, em prol desse egoísmo, quem acaba sofrendo é o cão.

E já há algum tempo eu procuro manter minha vida mais em silêncio. A dificuldade é que, sendo uma ex-jornalista, alguma notícia sempre escapa. Mas até tenho me saído bem.

Esse post é para ser mais um registro sobre algo que NUNCA fiz na minha vida. E o fiz dessa vez por conta de três fatores: agility, amigos e um marido maravilhoso.

Já aluguei quarto de pousada no Rio de Janeiro mesmo, capital, onde moro, para ficar mais perto do Fabí, da Ví e do Théo e não perder um segundo do lado deles.

Agora foi um carro alugado para estar com amigos em Sampa, porém não pago por mim e/ou pelo Rafa, mas pelo marido da cidadã que resolveu acertar nossa Palio Weekend Adventure enquanto aguardávamos o fluxo da rua melhorar na porta da nossa garagem para pegarmos a via. E quase pondo fim a um planejamento de viagem de quase um mês, cheia de expectativa, conversas, treinos e zoações via WhatsApp antes mesmo de começar.

Os dias que precederam foram tensos, cansativos, exaustivos. Eu precisava tomar todas as providências até quarta à noite por conta da reserva do hotel. A pancada que nos deixou a pé foi dada na terça de manhã. A Ana Holgado nos ofereceu carona, mas... Ia ficar apertado demais. Rafa não ia querer e eu não ia viajar sem ele. Não achava justo.

Após muitas ligações, conversas e negociações... Conseguimos.

Fomos de Novo Ka para Campinas. Banco rebatido, forrado com lençóis que nunca usamos porque eram os únicos sem pelo de cachorro.

Sauza à esquerda, Jolie à direita.
Malas, cooler, casacos, cadeiras, gazebo pra proteger os amigos do sol e da chuva e água pra nós e pra eles.
A viagem foi mais tensa do que o normal. Apesar do seguro Super Zero com proteção que ia de um acidente grave até para terceiros a pequenas avarias, estávamos preocupados ainda com o parabrisa, os pneus e... GRANIZO!

E tudo transcorreu bem. O Kazinho foi muito guerreiro e aguentou o pique. Parece que sabia o valor que eu e Rafa damos a esses momentos.

Não consegui pódio, mas não ter sido eliminada em pista alguma pela 1ª vez em um Campeonato Brasileiro foi maravilhoso! Ouvir os amigos gritando, torcendo, dando dicas, ajudando. Sair à noite, tomar chope, comer na praça de alimentação do shopping, dar altas risadas, contar e ouvir histórias hilárias, torcer pelos amigos, não deixá-los desanimar, ver a Antonella quando eu saía da pista, zoar o Adriano porque o filho dele foi pro Grau 3 antes dele, tomar o cafézim da Edilene Ferigatto e vê-la zerar uma pista após eu ter dito "monta essa barraca do lado da minha no domingo, que a gente te relaxa e te dá aquela força ali na hora!" *rs*. É priceless. =D


Acho que não precisa de legenda... =D Mas têm representantes de CINCO estados aí!!

Eu acredito em Deus. Em energia. Em Buda. Em espíritos. Em carma. Eu acredito que o Universo é movido por algum tipo de energia, e cada religião dá um nome pra ela e quem não tem crenças, dá uma explicação científica. Mas o objetivo é um só: equilíbrio.

Não sei exatamente o porquê de eu e Rafael termos tido que passar por isso tudo. Não pensem que foi SÓ a batida... Enfim, tenho várias teorias e as guardarei todas comigo.

O principal é que eu e ele passamos por isso juntos, um apoiando o outro -- quando um se desesperava, o outro segurava a onda.

Segue as fotos de uma das viagens mais inesquecíveis que fiz pelo agility! Obrigada a todos que torceram, se preocuparam e ficaram felizes em nos ver! E até a próxima... Com nossa Adventure de volta. =)


Olhares zumbis! =D Energia maravilhosa ao lado dessa galera! Faltou muita gente,
mas na próxima estarão conosco! ;) Né, Fabí? Please?

Charles Chaplin e Buddy dentro do Shopping Iguatemi, em Campinas (SP).

Buddy chama o elevador enquanto a galera aguarda chapada no saguão *rs*.

Rafa, Jolie (SRD), companheira de viagem e primogênita (tem quase 10 anos) e eu na sexta-feira à noite.
Cansados e felizes por termos conseguido chegar.
NÃO DESISTO NUNCA!
"MISSÃO DADA, PARCEIRO, É MISSÃO CUMPRIDA!"





segunda-feira, 27 de julho de 2015

XII CC: Amigos. Pra quê mais?


Que ALEGRIA foi ver Ví, Fabí e Théo ao chegar na Pousada Mar da Pedra, em Pedra de Guaratiba! =D Na hora foi algo meio que... Parece que eu havia atravessado um portal, saca? Ou eles, sei lá! *rs* Só não estava fora do contexto porque era dia de agility!

Esse trio que veio lááááááááá de Gravataí (RS), a exatos 1.537 quilômetros de onde estávamos (de acordo com o Google Maps), passou por São Paulo onde a Ví tem família e resolveram "dar um pulinho" aqui no Rio de Janeiro para participarem do XII Campeonato Carioca de Agility no último fim de semana.

Eu fiz questão de estar lá para recebê-los e dividir churrasco e cerveja congelados, histórias e altas risadas!! O agility entrou simplesmente como algo que gostamos de fazer por diversão nossa e dos nossos dogs. Foi como dois dias de piquenique onde as crianças ficam ali jogando bola enquanto a gente conversa. Guardadas as suas devidas diferenças, *rs*.

Fabí e Glee, da AmigoCão (RS), no 1º lugar (Grau 2 Standard) na 1ª etapa.
Em 2º, Flávio e Samantha, da MotivaDog.
O Fabí queria que repetíssemos o feito da última etapa da Copa CBA ano passado, quando fomos ao pódio juntos ainda no Grau 1. A previsão quase aconteceu... Ele deveria ter dito que era para ser no mesmo dia!! =)

Fiquei feliz por ter pela PRIMEIRA VEZ fechado duas pistas no Grau 2. E mesmo que não tivesse medalha (em um Paulista ou Brasileiro provavelmente não teria) minha alegria seria a mesma, pois atingi meu primeiro objetivo com a Sauza. E de uma forma que eu nem esperava: apenas um refugo no Jumping e um no Agility.

Sim, eu sei que em provas seguintes posso ser eliminada e fazer pistas piores. Mas as duas últimas me mostraram algo que eu não acreditava... Que EU sou capaz, SIM, de conduzir minha Pequena Notável. =D

Mas o fato de o Fabí ter ido ao pódio na 1ª etapa, no sábado (com apenas uma faltinha de pegar seu 1º Combinado Zerado), e eu na 2ª, domingo, não foi o ponto mais importante do fim de semana.

Eu e Sauza, da Agility3, em 1º lugar (Grau 2 Standard) na 2ª etapa. =)
Em 2º, Monique e Wirna, da Brigada Veneno.
O mais importante do fim de semana foi saber que a amizade construída entre eu e Rafa com eles -- e com várias outras pessoas do Sul, de Sampa, de Minas, do Nordeste e daqui mesmo do Rio -- através do agility está acima de quaisquer intrigas, fofocas e aborrecimentos que possam aparecer nesse esporte que tanto curtimos com nossos cães.

A Antonella não podia ir por motivos particulares e o Fabí me ajudou no reconhecimento. Fora isso, foi MUITO, mas MUITO, mas MUITO MESMO importante e deu aquele UP os gritos de incentivo dele e da Ví durante as pistas! Nossa, COMO FAZ diferença!! As vozes amigas, que 'tão ali de colocando pra cima mesmo após o erro, após a eliminação e te ajudando quando tudo 'tá dando certo.

E o abraço e beijo do Théo após as pistas?

TUDO ISSO é MAIOR do que TUDO!! Perdão pela redundância ou seja lá que figura de linguagem é essa que usei.

Gaúcho, gauchinho e paulistúcha, espero que tenha gostado da estadia, da visita! =)

E eu e Rafa estaremos aqui pr'uma próxima pra vocês e pra toda a turma de todo o Brasil que quiser bater papo e se divertir fazendo (ou não) agility. =D

#unidospeloagility








segunda-feira, 20 de abril de 2015

A&C 2015: Mais Experiência.

Comigo teve de tudo logo na estreia em uma prova internacional - e da forma mais embaraçosa possível... Com a Sauza me dando uma banda ao terminar o salto e eu indo DE QUATRO ao chão, seguido por uma zoação completa da Sau após a nossa eliminação em outro obstáculo - rolou até salto por cima do túnel!

Eu e Sauza acertando os passos aos poucos nas pistas do A&C.
Mas assim como caí, aprendi a levantar...
E aos poucos fui sacando qual era a das pistas...

O Américas & Caribe não valeu apenas pelo fato de participar de uma prova internacional. Além da minha treinadora, Antonella Corsini, e da minha companheira de equipe, Juliana Morgado, que me ajudaram (E MUITO!), contei com a ajuda de amigos como Fábio Francês, Wesley Massarelli e Carol Engelke em dicas fora e dentro da pista para que eu conseguisse o máximo da Sauza em percursos os quais, para mim, eram novidades. E aprendi.

Ouvi dicas da árbitra Sandra Deida em relação a quem tem cães que "amam velocidade" (palavras dela) e ainda altas explicações sobre as pistas abertas na prova. Uma verdadeira aula e de forma tão didática e fácil que eu ficaria ainda horas ouvindo mais. E aprendi.

E se não fosse uma Vanessa apressada, o out da Sauza teria sido (talvez) perfeito e finalmente terminaríamos uma pista sem eliminar no último dia de A&C - mesmo que com um refuguinho na entrada do slalom. O que não impediu de ser uma bela pista.




E TODO O MEU AMOR e agradecimento para minha Sauza, que aguentou bem essa maratona de cinco dias, e mais uma vez me ensinou o que é conduzir um Border Collie rápido, motivado, feliz com o que faz! Obrigada por estar lá comigo, Neném! =) 

terça-feira, 31 de março de 2015

A&C 2015: Win Nothing But Fun

Vejo os posts no Facebook da galera treinando, se preparando pro Américas & Caribe aqui no Brasil (Itu, SP), intensificando os treinos, altos percursos, preparações... E eu penso: "Nossa, vou me destacar... E não será de uma forma boa!" *rs*

Bom, eu não tenho treinado... O.o Pelo menos não da forma como deveria.

Minha pista no sítio. Único local que tenho treinado. E nos fins de semana.
O local onde eu treino de uma a duas vezes por semana aqui no Rio, a Agility3, está sem atividades. A Antonella, nossa treinadora e maestra do mais alto nível, está na Itália se aprimorando para, depois, transmitir esses conhecimentos pra nós e evoluirmos nas nossas conduções. As oportunidades para ela aconteceram justamente antes do Américas & Caribe. 

Eu não tenho como me deslocar pra outras escolas -- que já não são muitas, como em São Paulo.

Conclusão, meus treinos se resumem aos fins de semana no sítio, em pista de areia fofa (estilo praia), úmida (tem chovido) e com exercícios elaborados por MIM!! O.o Agora imagina o nível técnico (e prático! *rs*) com que chegarei ao A&C... 

Daí o pânico de formar times e ferrar uma possível colocação em ranking da equipe que eu estou.

Daí o fato de eu não poder me cobrar em fazer uma apresentação bacana e altas pistas. 

Não vou negar... Fico meio bolada, porque, se bobear, essa será minha única prova internacional na vida! E queria poder fazer umas pistas legais, bonitas. Mas... Chance menos 1 de isso ocorrer.

Sendo assim, espero trazer boas recordações dos momentos com os AMIGOS, sem encheção de saco, mimimis. Apenas muito papo bom, ambiente light, com pessoas agradáveis, que só estejam interessadas a APOIAR, e não criticar. Que tragam ENERGIA POSITIVA e agreguem BONS momentos! =)

Afinal, eu quero...





segunda-feira, 30 de março de 2015

A&C 2015: Guias Team Brasil

A Woof Agility Leads fabricará uma edição especial de guias para os participantes do Américas & Carine 2015, a ser realizado mês que vem em Itu (SP).

Nas cores da bandeira brasileira e com material resistente, as guias podem ter o nome do cão no bordado.

Para comprar, basta enviar um e-mail para woof.agilityleads@gmail.com ou acessar a página deles no Facebook clicando AQUI (é preciso estar logado ao site).

Os valores são informados via e-mail ou inbox do Face.

Já encomendei o da Sauza! =D










quinta-feira, 26 de março de 2015

A&C 2015: Com Sau, Sem Cóqui. =(

CoCota MoleCota
Por favor, não me interpretem mal. Estou feliz de participar do Américas & Caribe 2015 com Sauza, minha Pequena Notável, que me deixa comendo poeira na pista *rs*. Mas confesso que me dá uma certa tristeza no coração ter deixado Cocota, minha SRDzinha moleca, pra trás. Embora, com certeza, tenha sido a melhor decisão tanto pra mim, quanto pra ela.

Quando comecei no agility, e ainda nem como Iniciantes eu entrava, houve um A&C aqui. E eu havia prometido a mim mesma que, um dia, estaria lá com Cóquinha. Porém... Infelizmente muitas coisas aconteceram nesses cinco (seis?) anos... Entre elas, o fato de Có ter dado uma pioradinha (sendo maneira...) no comportamento dela com outros cães e pessoas. E até mesmo a chegada da Sauza, que por N razões (financeiras, evitar "confusão" na condução etc.) me impediu uma dedicação maior aos treinos da Cocota.

O.k. Independente de como estamos em pista, eu poderia ter, sim, inscrito Cóqui. Mas aí entra a questão comportamento... Ela tem se tornado uma doguinha cada vez mais complicada na guia, "estressada". Posso sair com ela na rua, mas não queria MESMO submetê-la às condições de um A&C, com vários cães ao redor, pessoas... Eu preocupada com os avanços dela, em segurá-la...

Ficar volta e meia presa na caixa por um longo período... A cara de entediada dela é notória. E ela sentiria muita falta da soul sister Brisa, com quem convive 24 x 7.

Com certeza, pra ela, o ideal é ficar na santa paz do apê, dormindo, comendo e, quando eu voltar, brincar muito COMIGO, fazer o agility dela no sítio, feliz da vida atrás do petisco. E só Deus sabe o quanto vou mimar ela e Brisa na volta, *rs*. 



A&C 2015: É nóis mermão, capisci?

LOLA - SAUZA (irmãs!!)
MADDI - SAMANTHA
A3 TEAM!!! Eu sei que os times não têm nomes, são letras do alfabeto, mas é assim que resolvemos chamar entre nós. Afinal, é a ÚNICA escola no Rio de Janeiro que conseguiu fechar um time para, junto com outros, representar o BRASIL no Américas & Caribe 2015, mês que vem, em Itu (SP)!

E MAIS!! Também a única do Rio que fechou com 4 duplas cariocas! Bem... A Antonella é italiana... Mas a Carteira de Trabalho dela é BRASILEIRAAAAAA!! E do RIOOOOO!! Então...

Rio 100%!!! =D

As coisas meio que aconteceram rápido... *rs* Eu confesso que NEM pensava em formar time. Não levo fé de que conseguirei terminar pista alguma, seja Jumping ou Agility, e não queria prejudicar a galera que entraria comigo no mesmo grupo. Porém, acredito que por estar entre amigos, a ideia será DIVERSÃO e até mesmo praticar e desestressar um pouco antes de encarar o Individual.

Cheguei a comentar com a Antonella. Vamos começar com o fato de que ela queria me matar por eu não querer participar de um time com ela, Ju e Flávio por eu ter receio de eliminar. Depois ela pediu pr'eu pensar direitinho e que adoraria fechar um time com todos da escola.

Bom...

Somos o time G!

LOLA, conduzida por Juliana Morgado.
MADDI, conduzida por Antonella Corsini.
SAMANTHA, conduzida por Flávio Alves.
SAUZA, conduzida por Vanessa R. Vianna.

Abaixo, a tabela com os outros times que representarão nosso país.
Clique para ampliar.